sábado, 5 de fevereiro de 2011

Tive PENA da TRISTEZA....


Glenda Barros

Tá pra nascer sentimento mais horrível que soberba. Quando me deparo com gente assim, nasce um sentimento ainda pior em mim, a tal da PENA. Não sei, é inevitável, me dá pena perceber o quanto da vida é perdido tentando elevar o próprio ego a alturas inalcançáveis, quase everestianas.         
Observava outro dia uma fulana com tanta altivez de espírito, que o umbigo dela foi parar na testa. A dita-cuja ostentava tanto luxo na cara e no corpo, mas me ligava à cobrar pra pedir carona, é mole?
A vida de gente assim é quase tão medíocre e miserável quanto à de um pobre morador de rua. Viver se equilibrando em cima da linha do orgulho e da altivez de espírito repele a companhia humana, pois o odor produzido por tal comportamento é quase tão insuportável quanto o cheiro de azedo produzido pela sujeira e falta de higiene do dito morador.
O aspecto e a fisionomia dos soberbos se escondem atrás da altura elevadíssima do ego. Não se percebe a beleza, não se contempla bondade, só é perceptível o olhar altivo emoldurado por sobrancelhas arqueadas, que se juntam na terrível formação de uma expressão fria e completamente vazia de sentimento pelo próximo.
Eles têm um jeito tão específico de se portar que são notados a léguas de distância. Dá pra ouvir a terra reclamando das pancadas escandalosas de suas passadas, fiquei cansada só de observar o esforço absurdo que os pulmões fazem pra permanecerem sempre cheios de ar, e quase morri de tristeza ouvindo o clamor aflito dos poros por apenas um toque...
            A soberba é mesmo triste de se ver! Pela primeira vez na vida tive PENA da TRISTEZA, ali escondida e trancafiada dentro de um corpo totalmente ornado de autoconfiança, sendo forçada a revelar-se em sorrisos falsos; violentamente coagida a transparecer aquilo que sua essência condena como antônimo. FELICIDADE forçada chega a ser mais infeliz que a própria TRISTEZA. O remédio milagroso pra todos esses sintomas se chama HUMILDADE, quando ela se instala deixa tudo mais leve, a tristeza vêm à passeio, o orgulho fica mansinho e felicidade se arreganha no peito.
*Ao persistirem os sintomas um médico/psicólogo deverá ser consultado.

7 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

seu desabafo foi forte, mas muito verdadeiro. é triste ter que lidar com gente assim, que não entende que todo mundo é igual, que todo mundo precisa das mesmas coisas e tem o mesmo destino final.

gente talvez rica, mas muito pobre de espírito.
triste mesmo

bom fim de semana

Kellynha disse...

Esse é um dos textos que agente escreve e depois quando tá assim prontinho, agente lê e conclui: eu concordo comigo! Não sei você mas, eu concordo com cada letra, até ficou uma coisa assim...porquê não pensei nisso antes? kkkk

jessica.silva.l disse...

É as pessoas hoje em dia, querem viver pelas aparências, escondem suas tristezas e amarguras, é uma felicidade forçada, onde o espírito grita por dentro, não suportando tal sentimento. Tal coisa será refletida mais tarde no organismo e na alma.
Concordo plenamente com cada palavra...

Ótimo texto...

Missionária Bella Dourado disse...

Glenda; sua PENA da tristeza te deixou de coração molé, kkkk
isto é um caso para Psiquiatra com agravante de internação para o bem da sociedade em geral.

Bjs no coração.

PS: E quando a altivez é tanta que para se manter esguia fazem uso de cirurgia plástica e uma mera pintinha no colo vai parar a cima do umbigo? kkkkkkkk , já vi isso e parcelado em muitas vezes e figurino emprestado, esta tristeza é rídicula.

Cláudia disse...

Glenda,

Já te disse antes, ao ler seus textos volto no tempo. Há algo em comum entre você, quase uma garota e eu, com idade pra ser sua mãe. Mais um texto admirável. Quanto à sua indignação, inconformismo, à pena... Digo que não se deve desperdiçar sequer a piedade com quem não merece. Aprender a ignorar é um aprendizado longo... Deixa pra lá... Daqui a 30 anos você vai compreender!
Beijo, parabéns.

Danillo Magalhães disse...

Excelente texto! Realmente, até eu fiquei com pena da tristeza, sendo forçada a virar alegria, algo que ela repudia huahua

Anônimo disse...

Realmente soberba não é algo bom e não provém do Senhor, portanto aquele que está em Cristo nova criatura é,o amor e a humildade reina em seu coração,e tudo volta pro lugar inclusive o umbigo rsrsrs......neguita ótimo texto, é isso aí realidade pura, mas eu acredito em mudança de vida,vamos torcer pra fulana mudar né kkkkk, beijo da gorda!!!