segunda-feira, 29 de setembro de 2014

SErá?!


Glenda Ribeiro
Um sobrinho é a prévia de um filho. Pode parecer meio exagerado, mas é o que ando achando disso tudo. Ultimamente ando numa vontade de ver a pança crescer e a família aumentar, às vezes desisto da ideia com dois minutos observando meus sobrinhos, mas é incrível como alguns segundos de um ótimo momento deles ressuscita todo sonho novamente.
Acho que a gente já nasce com esse desejo, e ele fica ali no coração, guardado esperando o tempo certo pra despertar. E quando vem parece um furacão, passa por cima de tudo que a gente acha que pode dar errado.
Tive duas perspectivas da gestação, uma boa e a outra não tão boa assim. A primeira me trouxe a impressão de que tudo é lindo, nada de dores, nada de enjoos, e o parto não dura mais que meia hora, e sai fácil e só espremer um pouco. Já a segunda é tudo isso ai, só que ao contrário.
Só que a gestação é só um preâmbulo, uma introdução, a parte boa mesmo é a que vem depois, e que dura o resto da vida, porque segundo a minha mãe, filhos são pra vida toda, podem estar casados, serem independentes financeiramente de você, mas nunca deixarão de ser seus filhos.
No fim das contas toda dedicação empenhada a eles é paga com um daqueles sorrisos inocentes, ou com aquele olhar tão penetrante que diz “eu te amo” mais de um milhão de vezes por segundo, ou com aquele abraço tão apertado e demorado que parece que eles estão abraçando a alma da gente.
Ter um filho deve ser a sensação mais completa de todas, deve ser um misto de emoções sem fim, acho que quero isso pra mim, acho que vou acabar logo o texto por aqui...

O fim!

2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens é um bom blog,gostei de o conhecer é daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
Tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, saiba que sempre retribuo seguido também o seu blog.
Minhas saudações.
António Batalha.
Peregrino E Servo

Srª Ribeiro disse...

Obrigada pela sua visita e elogios! Sinto-me honrada!